A Vida é uma Aventura!

  • 3 min ler

A Vida é uma Aventura!

É com grande prazer que divido um pouco da minha trajetória como treinador, multiatleta, organizador de evento e empreendedor no mundo esportivo com todos vocês que estão lendo nossa coluna aqui na Greenpeople. Com certeza temos muito em comum: a busca por uma vida leve, alimentação saudável, respeito à natureza, prática de atividades físicas, lazer, socialização e uma busca incansável pelo desafio, por uma boa aventura e de histórias para contar. 

Hoje vou escrever sobre um esporte que muitas pessoas não conhecem e como ele transformou minha vida.

Você já ouviu falar em Corrida de Aventura?

Um caça ao tesouro de adultos.  As equipes são formadas por 4 integrantes, que recebem um mapa e um race book (explicação do que deve ser feito) horas antes da largada. Na prova tem sempre trekking, mountain bike canoagem, técnicas  verticais (rapel e etc.) e orientação, mas a ordem das modalidades é sempre uma surpresa, é a equipe que escolhe o caminho que vai seguir através do seu navegador que utiliza a bússola e estuda o mapa, vence a equipe que chegar junta no final, tendo passado por todos os pcs (postos de controles). As provas têm duração de 2-3 horas até 15 dias, essas com um caráter mais de expedição. 

Ao longo dos últimos 17 anos tenho participado de diversas provas, apreendendo lições importantes para minha formação profissional e crescimento pessoal.

Na corrida de aventura nem sempre quem ganha é o melhor condicionado fisicamente, mas sim quem se planejou melhor; do estudo do mapa à preparação  da mochila com hidratação e alimentação corretas e escolha do equipamento certo para o tipo de terreno e clima, entre muitos outros aspectos que são determinantes para o êxito na prova, ou seja, na corrida de aventura, sem uma boa teoria você perde a prova antes mesmo dela começar...

Primeiro aprendizado: Planejamento.

A prontidão para sempre ajudar quando for preciso, seja repartindo o último gole d'água ou levando a mochila do companheiro de equipe. A humildade para pedir ajuda e expor sua fragilidade em momentos ruins, confiando as vezes até sua própria existência aos outros integrantes da equipe.

Segundo aprendizado: O trabalho em equipe.

Muitas vezes a equipe fica perdida, é necessário recalcular o caminho para achar o PC e até mesmo voltar para o último ponto onde você tem certeza de que estava no mapa e recomeçar um novo caminho.

Terceiro aprendizado: Persistência.

Saber que você é capaz de percorrer grandes distâncias, aguentar frio e calor, sentir dor e alegria e ter a certeza que é passageiro, que no final você vai atingir sua meta e cruzar a linha de chegada, receber a tão merecida medalha.

Quarto aprendizado: Auto confiança.

Dito isso, eu pergunto, alguma relação com o que vivenciamos em nossas vidas?

Será que errei na mão? A pitada de Aventura foi parar em todos os lugares.

O esporte se mistura com nossa vida e nossa vida é uma verdadeira corrida de aventura? 2-3 horas agora parecem ser pouco. Vamos intensificar nossos treinos e nos manter fortes para nossa maior corrida da aventura: nossa própria vida!

No próximo mês vou falar sobre outro esporte que também é minha paixão, esse mais almejado e conhecido por todos, o Triathlon.

Escrito por Bernardo Tillmann.



Triatleta e Corredor de aventura
Ceo -Tribus Adventure (Assessoria Esportiva Especializada em Atividades Outdoor)
Ceo- XC Run (Trail Run)

Buscar